Universo Atakima

sábado, 20 de janeiro de 2018

Meu Canal Não é Válido

Em maio deste ano eu completo 8 anos que faço conteúdo para internet. Comecei com blog em 2008 e de lá pra cá foi muita luta, mudança, rotina e trabalho duro para sempre melhorar o conteúdo e trazer coisa nova.

Poucos foram os parceiros que apoiaram, dá para contar nos dedos de uma mão as editoras que abriram portas ou autor que apostou no trabalho. E nessa trajetória não ganhei 1 real pelo blog.

Não cobro pelos anúncios de livros e lançamentos, não ganho dinheiro do Google. Nunca consegui atingir o limite do Adsense para resgatar alguma coisa. NADA. Mas a gente continua fazendo por que? Por amor.

Preparo postagem, roteiro, vídeo, iluminação. Compra uma ferramenta aqui, um produto ali para fazer algo diferente mesmo que não tenha retorno financeiro, isso porque a gente ama o que faz.

Mas se decepciona! Decepciona demais porque tem conteúdos sem nada a acrescentar que viraliza e ganha mais views e dinheiro até. E você se pergunta: será que realmente vou ter que sair de um conteúdo inteligente e me banhar em banheira de nutela pra fazer valer o esforço?!

Hoje recebi esse e-mail. De acordo com o Google, meu canal não é válido. Eu nunca ganhei nada do YouTube e agora mesmo que não vou ganhar, pois meu conteúdo não é valido. Se em 30 dias não atingir pelo menos 40 mil views ou mil inscritos, não vou mais participar do programa.
Isso não é melhoria. Isso é incentivo para cada vez mais conteúdo bosta e viral se reproduza pelo site, porque o que é bom não tem a mesma força do "trolei minha mãe e olha no que deu".

Pode ter sido uma rasteira e tanto isso está acontecendo agora na volta do hiato, mas não vou usar isso como desculpas para parar o que eu faço. Nunca ganhei 1 real nesses 8 anos, não vai mudar mais esse degrau de dificuldade.

Só que não dá pra investir tudo que quero investir no canal e blog quando não tem daonde tirar financiamento pro investimento, então vamos ter que frear as ideias mais um pouco.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

DICAS || Faça Seu Bay-max de Feltro

Eu amo muito o filme Operação Big Hero e vou defendê-lo com todas as forças. Mas calma, esse texto não é uma resenha nem nada do tipo, isso eu guardo para o Um Sofá à Lareira. No caso hoje eu vim falar de um boneco lindo, fofo, kawaii que eu fiz para minha coleção. 


Deste do lançamento do filme eu queria uma pelucia do BayMax para minha coleção, mas eram caros, eu não trabalhava, não rolava comprar. Acontece que, quem é colecionador sabe, esses tipos de brinquedos são lançados apenas para promover e seguir a vibe do filme no cinema e posteriormente eles não são mais fabricados, e isso aconteceu com Operação Big Hero. Meses depois praticamente tudo do filme já tinha sumido das lojas (inclusive a figura de ação do bay max que veste uma armadura. É meu sonho de consumo). 

Acontece que o tempo passou, esse marshimellow branco sumiu das prateleiras e eu só fiquei com a vontade de ter um bay max crescendo a cada dia. Então me deparei com esse vídeo: 


E depois disso coloquei na minha cabeça: eu consigo fazer um para mim! E foi o que eu fiz. Aproveitei um feltro que tinha anos guardado aqui para um projeto que acabei não fazendo e fiz um bay max. Foi a primeira fez que usei feltro para fazer uma pelúcia e apesar de não está igual ao do DIY, achei que ficou lindo do meu jeito. Eu tive que desmontar ele e refazer uma outra vez, pois tinha esquecido pedaços do corpo e ele ficou parecendo um chuchu (ainda parece uma abobora, mas tá melhor que antes, sério mesmo).

Acho que para uma primeira tentativa de pelúcia de feltro, ficou bom. Eu adorei trabalhar com feltro e fazer minha própria pelúcia e já estou com mais 2 projetos engatados para essa semana de janeiro. Fiquem de olho no meu instagram pessoal, pois eu sempre posto lá em tempo real os novos projetos que estou fazendo! 

Se vocês estão gostando desse tipo de postagem, trazendo um pouquinho das minhas experiências em fazer novos itens para minha coleção, deixa um comentário abaixo. Sugiram coisas novas para eu tentar também. Em 2018 eu quero tentar cada vez mais coisas e conhecer e aprender mais técnicas para produzir novas peças, então é bem legal se vocês sugerirem mais coisas.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Enfim, me rendi ao sipnner

Eu falei que nunca iria ter um troço assim. Está uma febre, é fato. Mas não voa graça em uma coisa que só servia para girar e girar. Pelo menos o ioiô fazia alguma coisa, e tinha outros tantos brinquedos simples que pareciam ainda mais divertido.

Mas, tanto me encheram falando que ia me dar um spinner, que acabei realmente aceitando um.
Me convenceram falando que seria bom para meus "dedos inquietos", que aliviaria meu estresse e minha ansiedade. 

Já faz uns dias que estou com ele, e ainda não vi essas melhoras que muitas matérias ficam espalhando ao tempo. 

Mas, claro, ele substitui facilmente o vício de ficar tamborilando os dedos na mesa. De ficar apertando a caneta etc.


Eu sou o tipo de pessoa que pra digitar no computador preciso está com um lápis entre os dedos. Que precisa esta escutando um podcast, realmente, um podcast. Música em si, não funciona. 
Para me focar mais em um trabalho, acabo colocando outras coisas no ambiente para ajudar, como escutar o podcast. 

E lendo as matérias, falam que o sppiner pode ajudar a fazer tarefas de escritório e outras coisas deste mesmo jeito. Nada do que a pessoa pode procurar outras técnicas (como eu já fazia).


O estresse, bem... o próprio spinner estressa. Ele só fica lá girando, girando, girando. Depois de um tempo, o que ele promete em te tirar do tédio, só faz te dar mais tédio. a falta de outras coisas mais que ele possa fazer é ainda mais estressante que o estresse inicial.

Enfim, digito minha frustração, mas não nego que quando me lembro dele, está lá girando na minha mão. Que evita meu vicio de ficar batendo os dedos na mesa, que ficar girando ele quando se faz outra atividade até que realmente evita a balançar a perna, por exemplo. Ele substitui esses vícios que a ansiedade trás, mas não serve para curar (afinal, eu só sei que você esta substituindo um pelo outro). 

Ele esta aqui agora competindo com minhas bolinhas de apertar, mas pelo menos minhas bolas de apertar são terapêuticas e ajudam na tendinite que tenho e o spinner?


Hmmm... isso me deu a ideia de pesquisar sobre  a ergonomia do spinner (e é que tem). Mas isso é papo para outro texto...

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

DICAS || Faça Suportes para Bonecas


Todo colecionador de boneca sofre de um mal: falta de suporte. 


Para ter a coleção linda na estante, todas lado a lado expostas com poses maravilhosas é preciso do suporte para deixá-las em pé e sabemos que a maioria das bonecas playlines não tem suportes acompanhando (tiraram isso até das linhas que vinham antes com suporte, como a da Monster High e Ever After High. 

Então, eu estava aqui em casa, procurando o que fazer (afinal, adoro fazer trabalhos manuais)  e também procurando como solucionar o problema da minha coleção que cresce um pouquinho a cada mês, quando resolvi pesquisar na internet sobre suporte. 

Sei que muitos colecionadores preferem comprar suportes originais, ou então pacotes de alguns similares por sites como Mercado Livre. Os mais pacientes compram pelo Ali Express e espera uns 2 a 3 meses o pacotinho chegar. Não se engane, já comprei várias vezes packs de suporte pelo ali express, porque eu conseguia comprar o dobro pela metade do preço praticado no Brasil - e ainda economizaria no frete. Mas por causa de alguns problemas pessoais e de logísticas, estava fora de cogitação encomendar mais suportes no Ali Express, e também não tinha como pagar com um rim para comprar suportes de vendedores nacionais (eles vendem com um preço bem acima do ali express e o frete costuma sair mais caro que o valor do produto). 

Então decidi, porque não fazer um eu mesma? Resolvi ir atrás dos mais simples: arame + acrílico. A base de acrílico eu consegui em lojas de artesanato, na parte de coisas para biscuit. É só procurar um tamanho que você acha adequado para a boneca. Tem quadrado, redondo, oval, em formatos como coração etc. Eu comprei algumas bases redondas e outras em coração porque era a unica do tamanho que eu queria. 

Já o ferro, esse é comprado na metragem em casa de construção. Aqui eu já tinha em casa. Usei um alicate para moldar o ferro, usando como guia uma imagem de suporte para barbie que encontrei na internet e medindo na perna da boneca que eu queria que ele segurasse (e por causa disso, para cada boneca, eu fiz um tamanho diferente). 

Já na base de acrílico usei uma furadeira para fazer dois furinhos, marcados usando o ferro que moldei. Encaixei o ferro no buraco feito e fixei tudo com cola quente em cima e embaixo (até mesmo para a pontinha do ferro não me machucar caso eu manipule, ou arranhar o móvel onde a boneca vai ficar. 

Espero que tenham gostado dessa ideia. Se tentarem fazer em casa, peçam ajuda, e claro depois mandem fotos do que vocês fizeram para mim, vou adorar ver.

Quem quiser, pode acompanhar meu instagram (é @miakafreitas), lá eu posto em tempo real novos projetos, customizações e um pouquinho das mais diversas coleções que eu tenho. 

sábado, 13 de janeiro de 2018

Brinquedos Nacionais | porque o colecionador e as crianças não gostam desses produtos?

Essa boneca da foto é 100% nacional! Sério. Me pergunto porque a indústria nacional só faz boneca "the monia". 

É por isso que quero trabalhar com design de brinquedos!

Quando fazem brinquedo nacional, é tudo mesma coisa. Tudo material de péssima qualidade. Tudo que tem cara de imitação, de brinquedo ruim, tido genérico. O consumidor merece brinquedos mais caprichados. E a indústria nacional consegue sim fazer algo igual ou ate superior ao brinquedo importado. Temos tecnologia de materiais sim, podemos fazer um design melhor.

Mas não, pessoal faz boneca cara com qualidade de 1,99. Por isso quero fazer minha especialização na área de Toy Design. Quero trabalhar nessa área. Mostrar que podemos ser até superior a uma Mattel ou Hasbro da vida. 


"Ain, Miaka. Mas os brinquedos nacionais parecem imitação porque eles fazem imitação". 

Sim, eles fazem imitação. É só ver o conjuntinho de Móveis da Taty, que claramente é um desenho da Poly. 
Mas é porque é mais fácil tentar enganar uma criança mostrando algo genérico que possa passar a ideia de ser um original ou similar ao personagem que ele gosta, do que tentar criar algo de uma franquia brasileira ou fazer um produto licenciado (porque fazer produtos licenciados precisa pagar a licença de imagem, royalties que ninguém quer gastar com isso). Porem, nem sempre é preciso tentar ser sombra de outro produto, enganando o consumidor mirim que só cresce tendo ódio do produto que tenta imitar o original e fica "pagando pau" para empresas americanas.


Podemos criar as personagens brasileiras como essa Raira, a Stephanie etc mas com rostos mais suaves, materiais melhores, uma boneca mais luxuosas e sendo agradável para as crianças e colecionadores.

Eu como colecionadora, iria adorar ter uma boneca nacional na coleção, valorizando algo da minha terra. E posso afirmar, que quando criança, as empresas nacionais eram sinônimo de falsificados e coisa ruim. E não é bem assim.

Por um período longo também achava que não tínhamos grandes empresas nesse segmento e que tudo surgia como fábrica fundo de quintal, mas não, temos empresas tão grandes como a Estrela. Mas nem por isso se destacam no mercado. E grande parte por serem empresas que tentam focar mais em um publico pequeno, com os mesmos tipos de brinquedos: para bebês, bonecas estilo bebê e bonecas enormes que atraem mais atenção de crianças ate uns 5 anos de idade.

Porque não mudar esse pensamento? Isso me deixa indignada. E hoje, mais que nunca, prestes a me formar como uma nova profissional, não consigo mais ficar conformada sem tentar mudar esse cenário. Quero sim me especializar em design de brinquedos. Tentar mudar, nem que seja um pouco essa visão antiga que o mercado nacional tem empacado.

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

#MundoDasCartas - Dezembro 2017

Dezembro normalmente é um mês de festas, então vem muitas cartinhas temáticas ou com cartões. Esse ano resolvi que eu também iria fazer um mimo, mesmo que seja bem simples, para enviar nas cartinhas que eu respondesse em dezembro. 

Fiz cartões com as fotinhos dos meus filhos (porquinhos da índia). Espero que quem receba goste tanto quanto eu gostei de ter feito. Tenho até pensado em fazer uma variação de cartão para mandar em janeiro com um Feliz Ano Novo. 

LISTA DOS RECEBIDOS EM DEZEMBRO/2017
  • Rudynalva Soares (1ª Carta)
  • Kátia Castioni (1ª Carta)
  • Diana e Evelyn 
  • Yuliem Madera
  • Carolina Seferin 
  • Naiara Cristiane 
  • Bia Schrenk 
  • Chris Zerotoni (caixa surpresa) 

Itens da caixa surpresa do Chris. Essas garrafinas da Bonafont não vendem na minha região, mas são maravilindas e fiquei encantada deste que vi no facebook, até postei pedindo no twitter para quem quiser me mandar só as garrafinhas (sem conteúdo) e assim, alguém ouviu minhas suplicas e mandou. E sem esperar, ainda veio mais uma Bela para minha coleção. Para quem não sabe, ela é minha princesa favorita! 

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Visita a Exposição de Barbies do Betinho Silva

Fui ao Centro de Atividades Odylo Costa Filho, aqui da minha cidade ver uma exposição de um estilista da cidade chamado Betinho Silva.
Pelo menos 4 pessoas totalmente aleatórias dos meus círculos sociais me avisaram sobre a matéria que passou no jornal local, ou no radio e até mesmo por postagem em rede social. Bem, tanta gente que se predispõe a me avisar de uma exposição assim, eu realmente deveria visitá-la.

Tirei um sábado para ir. E fui. E não demorei 30 min. Na verdade, demorei uns 20 min porquê fui tirando foto boneca por boneca. Mas a cada clique, um misto de decepção com admiração rolava dentro de mim. 

Admiração porque os vestidos confeccionados pelo estilista realmente são lindos e tem detalhes muito bem trabalhados. Porém, a decepção era pelo resto da obra: bonecas descabeladas, manchadas, sujas. Parecem que fazem séculos que não vem nem o vapor de água. E convenhamos, nós que estamos nesse ramo da vida sabemos que IMAGEM É TUDO. Não adianta você ter um belíssimo produto, se não o apresenta de forma atrativa, única e bem feito. Especialmente um estilista que trabalha tanto confecciona do vestidos para momentos únicos e especiais para a cliente, fazendo cabelo etc. Se ele, como declara em entrevista de apresentação da exposição, fala que confecciona os vestidos na Barbie para ajudar o cliente a ver como será e assim auxiliar na decisão, acho que qualquer cliente merece a melhor aparência possível da modelo, mesmo que seja um pedaço de plástico de 30cm.

Para qualquer exposição, a peça não é a única parte que devemos focar. Logico que ela é a parte principal, mas a ambientação é a parte chave de como você vai querer que o público veja sua peça. A ambientação prepara o publico para o que ele vai observar, suaviza e dá destaque as peças ali expostas. Porem, não senti esse cuidado na exposição que visitei. Foi algo jogado, como se tivesse feito as pressas por alguém entediado que queria fazer algo diferente.

Posso parecer chata nesse texto longo, mas depois de 4 pessoas te avisarem, fazerem milhares de reportagens, chamadas e uma arte incrível no cartaz da exposição, você chegar e encontrar coisas como as imagens abaixo, você realmente se decepciona.

Aqui nessa postagem vou deixar o álbum completo de todas as fotos retiradas, da exposição na íntegra. Tive o trabalho de tirar fotos de todas as peças expostas, porem algumas não cheguei mais perto, pois o tablado onde estava montada a mesa maior simplesmente vc pisava, ela fazia a mesa inteira tremer, o que dificultava tentar tirar foto de algumas dolls por medo de pisar errado e aquilo tudo cair.




Espero que tenham gostado. Também tenho uma exposição antiga filmada, a Toys Galery, se quiserem que eu poste o vídeo e um texto sobre essa exposição, pode deixar nos comentários (como é algo antigo, não sei se muitos se interessariam).

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Lançamento || Bizzy Bubs confirmadas pela DTC Brinquedos



As Bizzy Bubs são uma linha de bonecas interativas da franquia Little Live Pets. Eu encontrei do nada algumas fotos no instagram, quando olhava as fotos recomendadas e nossa, amei de primeira essas bonequinhas. E quando eu amo uma coisa, vou logo pesquisar. 

Elas são divididas em 4 tipos (que você pode ver abaixo), algumas engatinham, outras andam, choram etc. Elas lembram aqueles passarinhos e outros animais que tem nessa linha. Porém essa linha nunca tinha me interessado até surgir as Bizzy bubs. 




No canal do youtube Little Live Pets, tem alguns vídeos promocionais de menos de 1 min que mostra o funcionamento delas.


O brinquedo foi lançado tem uns 3 meses nos EUA e aqui no Brasil quem trás os brinquedos da franquia é a empresa DTC. Entrei em contato com eles por meio do SAC perguntando se tem previsão de lançamento no país e a resposta é que será em 2018. Então ficaremos de olho na Abrin de 2018 assim como nas redes sociais e a qualquer atualização de novidades, manteremos vocês informados por aqui também! 


quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Rumores || Possível coleção McDonald's Janeiro de 2018

As vezes as informações vazam logo e sabemos de antemão os brindes que teremos nos meses seguintes ao mês vigente do McDonald's. Eu sempre tento fazer suposições com o que temos de coleção nos outros países, mas sempre é muita incógnita até que alguma página mais especializada sobre isso revela. Dessa vez, um rumor pela página no instagram Cute MC Toys Divulga, afirma que em Janeiro de 2018 teremos Beanie Boos no Mc Donald's. 


Seria fabuloso termos esses ursinhos adoráveis da Ty como brinde no Mc Donald's, e seria uma baita coincidência porque eu decidi começar a minha essa semana (você pode ver nas postagens anteriores do blog, ou clicando aqui).

Existe uma coleção em vigor em dezembro em alguns outros países, segue fotos e vídeos abaixo:





Nos EUA e outros países já foram revelados os brindes de Janeiro de 2018: 

chegando em breve Mcdonald ' Austrália, Janeiro de 2018
Em breve Mcdonald's EUA: YO-Kai Watch & shopkins - Janeiro de 2018



Será que veremos Beanie Boos em Janeiro aqui no Brasil? Será que essa coleção de Shopkins e Yo-Kai Watch vai enfim chegar no Brasil em algum momento de 2018?  Lembrando que Yo-Kai e Shopkins já tiveram outras coleções nos McDonald's de outros países, mas nunca vieram para o Brasil (por motivos que nem eu sei).

VAZAMENTOS | Informações sobre a G5 de My Little Pony

Essa semana o fandom está frenético. Vazou calendário sobre a franquia My Little Pony até 2020, e-mails, art concept e até episódios da nova temporada (a oitava). E o que mais chamou atenção dos fãs foi a informação de uma G5, em 2020. Para quem não sabe, estamos na G4 de My Little Pony, que começou em 2010, e, se contando até 2020, será 10 anos dessa geração atual (a G3 também durou 10 anos). 


Por um lado, eu gosto muito da ideia de pensar que teremos uma nova geração de MLP, com novos personagens e uma nova história, pois defendo sempre que prefiro que a série termine no seu ápice do que tente alongar o máximo que dá e estrague a história, assim perdendo todo seu brilho. Mas alguns estão com os ânimos bem exaltados e outros já querem marcar protestos para atirar pedras na empresa (risos). 

Junto com os concept art, calendários etc, temos também essa imagem com várias informações (em inglês), sobre esses futuros planos. Tomei a liberdade em usar o google translate para traduzir, livremente, o texto na integra para vocês! 


Em geral, pensei que tivéssemos algumas reações e informações sólidas e utilizáveis. Definitivamente, não foi tão suave ou produtivamente quanto eu gostaria, mas podemos trabalhar com o que obtivemos e obter esclarecimentos sobre o estilo que era banana.
Nesse sentido, estou desapontado com o fato de não podermos chegar a um consenso sobre o que os princípios são REALMENTE ... e isso pode ter acontecido depois que assinamos de você. O número de convocados era mudar a Mane 6, acrescentando pôneis do mar, apenas com um Mane 3, etc, e Tyla achou-o alarmante. Estou reagrupando com Christine da GCI na quinta-feira para criar uma lista abrangente de POR QUE não podemos mudar os princípios que descrevemos e o que isso significa, exatamente. Será algo para ajudar a vender isso nesse fim, mas eu queria que você tivesse visibilidade.
HISTÓRIAluz verde para avançar com escrita de roteiro com base na premissa lançada - história de origem de Mane 6 se juntando pela primeira vez, e estabelecendo o mundo e a lore apresentando um "lado sombrio" para servir como um conflito central.
OS MUNDOSGlobalmente - o consenso é que os mundos devem se sentir autênticos para o pônei e devem servir a história e os personagens.
4 mundo - (divulgação completa - esta é uma pergunta EMILY!) Onde a maior parte da história acontecerá? Se todos deixam suas respectivas terras para se unirem para resolver esse problema, eles estão basicamente iniciando um mundo NOVO onde todos os pôneis se cruzam? Ou a ação estará falando em um (ou em todos) seus 3 mundos? Se tivermos o 4º mundo, como seria esse? Poderia ser um hub, e os outros mundos tornam-se raios em torno desta localização central?
Earth Pony World - há uma grande preocupação e discussão em torno de fazer o mundo pônei terra se sentir "especial" em relação aos outros 2 mundos. Há algo inerentemente mais frio sobre um mundo de nuvens e uma floresta encantada contra o mundo mais realista e comum em que os pôneis da Terra estão vindo, então eu acho que precisamos fazer tudo o que pudermos para garantir que o mundo se sinta realmente legal também. Não necessariamente tem que ser literalmente mágico, apenas atraente em seu próprio direito. A paleta de cores atual para o mundo do pônei da terra causou um pequeno enrugamento no nosso fim - todos os marrons e laranjas seriam realmente difíceis de usar. Talvez possamos explorar alguns olhares que são menos "condados", e mais prados-e ou coloridos? Gostei da viz dev MM e puxei com todas as flores de cerejeira japonesas quando olhamos para a inspiração para o mundo do dragão ...
Magia - não entendo o que o SL estava tentando entender com o convo sobre magia, mas estou seguindo. Todos os outros estavam a bordo com magia como delineados, e acalentados com a idéia de ter magia que é única (mesmo que leve) às personalidades. Adoraria a magia para ser visível de alguma forma. E tenha cuidado para não tornar tão comum que não é mais especial.
PERSONAGENSDesign geral - precisa de muito mais trabalho aqui. Eu vou andar Kevin através das peças individuais que estavam ressoando com o grupo amanhã, e dar alguns comentários específicos. Eu tenho muitas informações contraditórias - Às vezes, estão juntos como 15 segundos. (Chappie coloca um roxo pegajoso em algo e declara que ele o ama por razões X, Y e Z, Gretchen vem e diz que odeia isso pelas EXACTAS RAZÕES.) Para mim, a falta de consenso claro é uma indicação de que nós deve continuar caminhando pelo caminho que pensamos ser certo ... mas, ao mesmo tempo, é estranho não ter um diretor ou diretor de arte que guie essas conversas. Dito isto, havia um estilo / artista que definitivamente se aproximava de TODOS - aquele que fazia a pose do grupo bonito de todos os pôneis se abraçando, e os realmente atraentes Twilight posa com grandes rostos e um penteado divertido. Se pudermos ver mais dessa pessoa especificamente, acho que podemos chegar lá.
Ninguém gostou:Superas pernas magras
Pele em torno dos cascos (Chappie era a única pessoa que gostava disto, o resto achava que era "cheio".
Super explorações de cavalo
Explorações super cartoony que sentem "piscar na panela"
Caras que começam a se sentir ao humano (nariz curto, snub, bochechas redondas, bocas humanas)
Caras que se sentem também reptilianas (focinhos longos)
Projetos excessivamente detalhados / elaborados / preciosos
Todos gostam:Grandes olhos expressivos
Simplicidade geral na linguagem de design (veja a nota "elaborada" acima).
Pequenas asas de Pegasus nos cascos
Um pouco de resistência / robustez versus excessivamente delicado / frágil - pode ser força / nervo ou apenas uma folga dependendo do tipo de pônei, apenas nenhum pônei com pernas que se parecem com javali recém-nascido).
Experimentando com penteados (você receberá notas específicas)
Body Styles - Todo mundo parece estar bem com a idéia de que a Mane 6 pode ter diferentes estilos e formas do corpo - eles não têm que ter o mesmo tamanho ou construir, e pensamos que a variedade pode ajudar a melhorar a personalidade e a narração de histórias (ex: Quando estávamos na hora 11 de AJ convos, perguntei ao grupo se hipoteticamente, eles sentiriam diferente sobre ela se fosse menor do que todos ... talvez ela tenha chamado de "Maçã" porque ela era do tamanho de uma maçã quando ela Foi muito legal, e ela tem superado sua estatura diminuta desde então. Ela é menor do que seus amigos, mas ela compensa isso por ser super resistente e super scrappy.) Obviamente, não precisa ser ISSO, mas tendo algum tipo de A história para apoiar não apenas as escolhas de design, mas também as características da personalidade levaram todos a um lugar mais interessado e mais aceito. Ele se transformou em "me diga mais" onde antes era "vamos matar Apple Jack".
Applejack - então, na mesma linha, ela está realmente polarizando mesmo dentro de nossas próprias paredes. Todos concordam que precisamos mantê-la, mas estamos abertos a mudar seu nome (Apple? AJ? Somente derivado da Apple, mas com implicações de "fazenda" de fawer e sua marca de costura. Eu acho que o grande take away com ela é que ela é muito engraçada em toda a arte conceitual que vimos, e que ela 100% não deveria estar associada a qualquer país / farmy / western / hick-ish / etc. Aberto à idéia de que ela é menor. Aberto à idéia de que talvez ela tenha tido uma educação urbana mais difícil, há um "lado errado das trilhas" na terra anteriormente conhecida como Ponyville?) Ou algo desse tipo - eu acho que seja qual for a sua história de fundo, é preciso seja um que você tenha rooteado para ela desde o início, possivelmente porque ela é um pouco perdida, ou tem que trabalhar, um pouco mais difícil que todos os outros ... Vamos brincar com paleta de cores e cabelos. Podemos adicionar uma raia vermelha ala Sunset Shimmer se jogarmos a ideia da "garota má"? PODERIA começar como bad-ish, e ter um pouco de uma história de redenção como Tempest? Talvez ela e Twilight não se dêem bem quando partiram nesta missão? Anyhoo ... A cor do corpo não pode ser marrom / bronzeado - abrir para não ser laranja / damasco se algo mais funcionar melhor.
Formas - Como tenho certeza de que você reuniu, o grupo está muito desconhecido de que podemos mudar os tipos de pôneis que o M6 é ... mas, novamente, como no exemplo acima, eles se esquentaram quando lá como SUPER história clara para apoia-la. Eles REALMENTE aqueceram para Fluttershy como um unicórnio, e são mornos em TS como um pônei terrestre ... eles odeiam Pinkie como um Pegasus. (Gretchen e Chappie, especificamente). Eles estão abertos a ser convencido, o que é ótimo, mas eu presto uma atenção especial para esses personagens para a próxima vez que estivermos na frente de todos. E o argumento não era que as crianças não as conhecessem ou as aceitassem, era "não mudar personagens que não precisam ser consertados". Eles não pensam que os motivos descritos são válidos, mas acho que podemos chegar lá. Dito isto - Gretchen também estava pronto para fazer um deles um menino e outro um pônei marinho, então não tenho certeza de como nos casamos com essas convicções.
Meninos - Todo mundo está a bordo com a idéia de que podemos / devemos ter personagens de menino para a viagem. Eles gostam do pensamento inicial de que talvez um garoto de cada mundo marcas junto com um dois. Cuidado com o fato de que eles não sentem o "token" do sexo masculino, ou adquira também "sidebick", mas aberto a eles sendo muito engraçado. Não significa que temos um Mane 8, antes, acabamos de adicionar 2 personagens de suporte envolventes ao elenco. Eu não acho que haja algum problema lá.
Peers vs. Heroes - os heróis acabaram por ser a palavra errada para usar, pois provocou muitos pensamentos de Vingadores / Superman para os nossos participantes extremamente literais, mas acho que deduzimos que queremos que eles sejam ASPIRADOS contra a mesma idade que nossa audiência. Com a exceção da SL, que pensava que nossos personagens atuais tinham 9 anos, todos acreditavam que nossos M6 atuais eram adolescentes / adultos jovens, e todos parecem confortáveis mantendo a nova iteração na mesma idade (embora Jamal realmente, REALMENTE quer ter eventualmente flashbacks onde os vemos como bebês).
Cutie Marks - a idéia de que estes existem é fundamental, mas ninguém se sente casado com as versões cutie marks ... particularmente quando o símbolo não está necessariamente vinculado diretamente a uma característica de personalidade definidora. Você definitivamente tem algum espaço para jogar aqui.
Concept Art da possível G5 
Não irei colocar links nem entrar em detalhes dos episódios vazados da 8ª temporada, pois o intuito dessa postagem é abrir uma discussão sobre o futuro da franquia. 

MINHA OPINIÃO: 
 Muita gente tem duvidado como a Hasbro tá planejando algo para apenas 2020. É absolutamente normal para uma empresa planejar anos a frente de uma franquia (vide as noticias da Disney para Star Wars e Marvel, por exemplo, que eles já anunciam coisas até uns 10 anos pra frente). Mas não quer dizer que tudo que foi apresentado nesse vazamento é algo 100% concreto. Qualquer empresa em sã consciência produz milhares, centenas de concept art variadas, adaptações e ideias até decidir tudo. Essa é a primeira de muitas e não é o resultado final que veremos em 2020, afinal, muitos fatores ainda podem fazer isso tudo mudar. Além de decisão interna, eles também fazem pesquisas sobre o publico e concorrentes (por isso tem tanto desenho na cartoon network que tem traços parecidos - muitos seguem a formula que dá certo para aquele publico que querem atingir). 

Muitos fãs estão descontentes com algumas coisas apresentadas, principalmente a alteração de mudo e dos personagens (como podemos ver com a Apple Jack citada no e-mail vazado). O que eu acho sobre isso é simples: não somos os públicos alvos. O fandom atual nunca foi o publico alvo da Hasbro. E convenhamos, já estava mais que na hora da Hasbro "rebutar" o universo de My Little Pony. O consumidor de 2010 já cresceu e não mais trás lucro para a empresa e esse publico novinho que está surgindo não vai acompanhar a G4. É normal uma empresa decidir refazer seu universo para adequar ao novo publico que está nascendo e vai consumir, pegar esse publico do inicio e fazer eles amarem o conteúdo e acompanhar até o final. 

Por um lado, acho bom esse reboot, pois toda série que fica longa demais, vai se desgastando, perdendo a qualidade, ficando chata e monótona. É triste ver todo um universo acabar? é. Mas até prefiro  que termine no auge, com um bom final. Temos 2 anos para curtir novos desenhos da G4 e esperar um bom final para os protagonistas que aprendemos a amar. 

Sobre a G5, espero mesmo que seja uma nova história. Para mim, a pior coisa que a Hasbro poderia fazer é ter medo de mudar e ir colocando aqui e ali uma referência, ou continuação bem piegas, para forçar uma nostalgia tentando agradar os antigos fãs (pois a maioria das vezes que isso acontece, apenas estraga a obra toda, espantando novos fãs e os antigos também). Como disse acima, nós não somos o publico alvo (infelizmente é horrível quando não somos mais o publico alvo). O publico é essa gurizada de 2020, que vai acompanhar a G5 na TV deste o inicio e crescer com os novos pôneis. Se a gente curtir a G5, somos o lucro. 

Seria super interessante a Hasbro manter uma linha clássica, com lançamentos esporádicos em quadrinhos, curtas de animação da G4; como um meio até de agradar a fanbase e dizer: nós nos importamos com o amor de vocês fãs. Mas convenhamos, são 10 anos de G4, estava na cara que terminaria, mais cedo ou mais tarde. 

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.